iPortal -   UNICA  -  Usuário Convidado (Captcha)
 
    
   
   
   
 
MME/COELHO FILHO: PRECISAMOS OLHAR COM ATENÇÃO A QUESTÃO DA IMPORTAÇÃO DE ETANOL
AGÊNCIA ESTADO - São Paulo - SP - 26/06/2017
São Paulo, 26/06/2017 - O ministro de Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, disse há pouco ser necessário "olhar com mais atenção a importação" de etanol, para que a competição entre o combustível nacional e o importado se dê "em pé de igualdade". Em discurso na abertura do Ethanol Summit 2017, ele disse ser favorável aos mercados abertos, mas que é preciso reconhecer as características dos produtos. "O etanol brasileiro é mais limpo e os produtores precisam ter condições de competir", afirmou, sendo aplaudido pelo público. De acordo com o ministro, não se trata de privilegiar a produção nacional, mas reconhecer "seu poder de inovação e empregabilidade", defendeu.

A importação de etanol de milho norte-americano vem crescendo este ano, o que levou os produtores locais a pedirem a taxação do combustível trazido de fora. A proposta da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) é de que o produto norte-americano seja taxado em 17% - atualmente é zero.

De acordo com o ministro, "o setor de etanol vive hoje seu pior momento" e os problemas já foram identificados. Coelho Filho disse que é necessário "cuidar do emergencial, do agora em velocidade mais rápida possível" e lembrou que o Ministério de Minas e Energia começou a realizar algumas medidas no âmbito no Conselho Nacional de Politicas Energéticas (CNPE). Lembrou, porém, que algumas questões não estão sob responsabilidade do ministério, como é o caso de uma eventual taxação do etanol importado.
(Caio Rinaldi e Luciana Collet - - caio.rinaldi@estadao.com e luciana.collet@estadao.com)
 
    Ficha Técnica    
  
 
  
Conteúdo reproduzido conforme o original, com informações e opiniões de responsabilidade do veículo.
Versão iPortal: 2.0 - Versão iLocalServices: 2.0